Mr. Fly l Moda Sustentável - peças ecológicas e conteúdo consciente

Ter barba faz bem à saúde – e está na moda!

Ter barba faz bem à saúde – e está na moda!
George Clooney, Bradley Cooper e Ben Affleck

Quem viu a premiação do Oscar ontem deve ter notado que muitas celebridades estão cultivando suas barbas. George Clooney deixou a barba grisalha crescer, Bradley cooper também adotou a causa e Ben Affleck, que ganhou o prêmio de melhor filme com Argo, apareceu na premiação com uma barba que mudou completamente seu rosto e deixou um ar de seriedade.

George Clooney, Bradley Cooper e Ben Affleck

George Clooney, Bradley Cooper e Ben Affleck no Oscar 2013

Além de estarem voltando a moda, um estudo recente mostrou que ter barba faz bem à saúde. A Universidade de Southern Queensland, na Austrália, fez um experimento com manequins expostos ao sol, onde metade deles usava uma barba feita de uma planta que se apoia em outras para viver.  Os manequins que tinham a “barba”  apresentaram cerca de 35% a menos de exposição aos raios UV. Outro fato descoberto é que conforme o tamanho e grossura dos pelos da barba, ela funciona como um protetor solar de até 21FPS.

Os pesquisadores também concluíram que o bigode pode servir como proteção contra bactérias trazidas pela poeira e até evitar a asma. Barbas longas que cobrem o pescoço podem proteger e diminuir o tempo de inflamações na garganta por deixarem a região mais aquecida. O único contra é que a barba exige uma manutenção cuidadosa para evitar pelos encravados.

Lixo Extraordinário

Lixo Extraordinário

A premiação do Oscar 2011 já passou, mas vale registrar a festa da comunidade do bairro Jardim Gramacho em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Cerca de 2500 pessoas se reuniram para assistir ao documentário Lixo Extraordinário e aguardar o resultado da maior premiação do cinema.

“Nos sentimos campeões”, disse, chorando, Glória Cristina dos Santos, irmã de Sebastião, catador de lixo de Jardim Gramacho retratado em “Lixo extraordinário”, após o anúncio do Oscar de melhor documentário para “Trabalho interno”, projeto norte-americano que fala sobre a crise econômica mundial iniciada em 2007.

No tapete vermelho, Tião falou em entrevista à TNT: “O resultado está aqui, estamos no Oscar. (…) Fizemos um ótimo trabalho, tivemos um ótimo professor [referindo-se ao artista Vik Muniz] para que chegássemos aqui.” Quando perguntado sobre a validade da produção para o Rio de Janeiro, Tião disse que Lixo Extraordinário foi “uma experiência para o mundo”.

O filme

“Lixo extraordinário” foi gravado durante dois anos no lixão de Gramacho – maior aterro sanitário da América Latina -, que fica na periferia do Rio de Janeiro. O filme que mostra a trajetória do lixo até se tornar arte e expõe a vida dos catadores de lixo também foi rodado em Londres e em Nova York, onde fica o estúdio do artista plástico Vik Muniz.

O documentário é resultado de uma coprodução entre Brasil (O2) e Reino Unido (Almega Projects), com direção de Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley e teve uma trajetória vitoriosa ao longo de 2010 em diversos festivais, como Sundance, Berlim, Rio e Paulínia.

Não poderíamos deixar de citar e indicar o filme por aqui. Confira o hotsite e o trailer.