Por Mr.Fly

Na segunda-feira (13), foi comemorado o Dia Mundial do Rock.
Inspirados pelas aspirações que moveram e criaram o gênero, resolvemos listar algumas bandas e pessoas desse universo, envolvidas de alguma forma com a sustentabilidade.

rockWILLIE NELSON


Talvez seja um dos nomes mais importantes no que diz respeito ao ativismo.
Aos 82 anos, possui um histórico de sucessos premiados e lutas sociais.
Cantor e grande compositor de country, ele é co-presidente da Organização Nacional para a Reforma das Leis da Maconha (NORML), ele é co-fundador da Willie Nelson Biodiesel e um dos idealizadores do Farm Aid, além de se posicionar sempre positivamente em relação ao casamento gay.
O Farm Aid é uma iniciativa incrível, que visa angariar fundos para a agricultura familiar dos EUA, muitas vezes ameaçada pela crise imobiliária. Desde 1985, se firma de maneira atuante não só na economia, como no bem estar social, ecológico e psicológico dos envolvidos.

NEIL YOUNG

Junto com Willie Nelson, atua no Farm Aid.
Com uma carreira de mais de 20 discos, possui diversos projetos e trabalhos paralelos com outros músicos, em um diálogo atemporal.
Já veio ao Brasil palestrar sobre o uso de biocombustível, o qual defende, e desenvolve pesquisas relacionadas à sustentabilidade nos meios de transporte.
Possui uma organização educacional para crianças com necessidades especiais e sempre se envolveu com a política.

RADIOHEAD

Talvez adaptação seja a palavra para a banda, que sempre busca novas formas de se ajustar ao mercado de consumo e interagir positivamente com o público.
Com forte engajamento ecológico, fizeram mais de um milhão de pessoas se envolverem a assinarem uma petição sobre o aquecimento global, que discutia o papel dos EUA nas mudanças climáticas e participaram de shows de apoio às vítimas do terremoto no Haiti, em 2010.
PAUL MACCARTNEY

O baixista dos Beatles é referência em ativismo animal: vegetariano há muitos anos, atua na causa animal, promovendo ações.
Lançou a campanha de Segunda Livre de Carne e sempre procura fazer com que seu público repense a cadeia de consumo alimentar e a produção industrial.
A Segunda Livre de Carne ajudaria a reduzir 18% de emissão de gases nocivos na atmosfera.

COLDPLAY

A banda inglesa é apoiadora da ONG Make Traid Fair, que busca discutir e incentivar a resolução de problemas em países em desenvolvimento. São idealizadores da ClientEarth, que busca proteger o meio ambiente através da advocacia, garantindo que as leis ambientais sejam cumpridas adequadamente.
Para neutralizar as emissões de CO2 geradas com a produção e distribuição de seus CDs, os músicos contrataram, em 2002, uma empresa para plantar 10 mil árvores na Índia.

É muito importante vermos a participação e o engajamento de pessoas públicas com ideais de inclusão e consciência.
Usar a cultura, a música, como intercâmbio de bons exemplos é uma forma de fazer com que a realidade seja cada vez mais próxima do que sonhamos e precisamos.
Que as pessoas se envolvam cada vez mais.