Por Pedro Fraga

Sustentabilidade. Essa é mais uma palavra que está presente nos programas matinais da TV aberta e, mesmo com muita insistência, não consegue penetrar seu verdadeiro significado no consciente popular. É possível que o tipo de abordagem não seja o adequado, e por isso a mensagem principal não esteja sendo passada, ou, talvez, o didatismo que o tema traz seja um fator de afastamento do grande público. De qualquer forma, essa palavra ouvida insistentemente precisa ser esclarecida, e tenho certeza que se somente um quarto da população total do Brasil soubesse o que de fato ela significa, não precisaríamos discutir metade das leis ambientais paliativas que vemos hoje. Como já é de costume no país, os problemas precisam ser ‘’resolvidos’’, e não ‘’solucionados’’. Que tal, então, discutir um pouco do que representa essa tal ‘’sustentabilidade’’ que dizem ser tão benéfica?

Com o radical da palavra já conseguimos ter uma noção básica de seu significado. Basicamente, sustentabilidade quer dizer um ciclo, uma volta completa que não represente perdas. Nesse ciclo colocamos a ação humana como fator e acrescentamos todos os elementos que necessitamos para sobreviver, sejam eles naturais ou não. A ideia de sustentabilidade vem da relação entre a nossa necessidade de algo, como a água, e o nível de consumo, para que, no final, o resultado seja equilibrado da melhor forma possível, sem perda para qualquer um dos lados. Nesse caso, teríamos água para o consumo, e ela não se esgotaria, e isso denota uma atividade ‘’sustentável’’, pois ela se sustenta. Em outras palavras, o ciclo se fecharia sem perdas, para nenhum dos lados.

sustentabilidade_benchmarking

A ideia de ciclo vem também da ‘’troca equivalente’’ que devemos praticar com o meio-ambiente. Se uma empresa precisa extrair 200 árvores para a confecção e um produto, é necessário que essa mesma empresa plante, no mínimo, a mesma quantidade. O que consumimos precisa ser devolvido de uma forma que o ambiente usado para a extração se sustente pelo maior período de tempo possível.

Sustentabilidade, na teoria, envolve conceitos cíclicos que buscam promover aquilo que chamamos de ecologicamente correto, ou seja, que não desenvolve nenhum tipo de agressão ao meio-ambiente, e o economicamente viável, preço que um governo ou uma sociedade poderia pagar para continuar tendo acesso aos recursos que são necessários para a manutenção daquela comunidade. De forma mais coloquial, sustentabilidade é a solução que devemos encontrar para pagar um preço viável por recursos que não podem (e não devem) se esgotar.

sustentabilidade_lata

É claro que, num mundo como o atual, onde as grandes corporações retiram do solo ou do meio ambiente tudo aquilo que precisam para lucrar, sem um plano sustentável para devolver esses recursos, o conceito de sustentabilidade esbarra num outro grande problema. Além de precisar equilibrar necessidade x preço, os conceitos sustentáveis precisam ser socialmente aceitos, já que estamos falando de recursos naturais, patrimônio de todos. E no meio social, as grandes empresas mandam e desmandam, e muitas das vezes, as soluções encontradas para uma implantação de meios de produção sustentáveis são mais caras que as já usadas no dia-a-dia. Obviamente, no meio corporativo só se visa o lucro. E alcançar esse lucro é o objetivo de qualquer departamento. Mesmo que, para isso, seja necessário extinguir um bioma inteiro.

Como melhorar esse cenário?

As escolas têm papel fundamental na conscientização das crianças e dos jovens que dali a alguns anos, pertencerão ao mercado de trabalho, e caberá a eles visar o lucro, só que, dessa vez, sem agredir e destruir o meio em que vivem ou as formas de vida que ali habitam. Seria realmente fantástico instruir aqueles que construirão o futuro com ideias sustentáveis e de preservação daquilo que é de todos. Talvez assim, daqui a algum tempo, poderemos escrever não sobre o conceito de sustentabilidade, mas sim sobre como a vida nas cidades se transformou. Os recursos, um dia, podem acabar. Cabe a nós, humanos, pensarmos de que forma poderemos evitar isso.