Muitos se perguntam sobre qual seria a melhor a forma de educar uma criança. Certamente não poderia responder isso sem pesquisas, métodos científicos, etc. Mas poderia, ao menos, descrever de que forma fui educado, e que, ao meu ver, parece ter funcionado. Sempre defendi a cultura como parte fundamental da criação de uma criança, e quando digo cultura me refiro a formação intelectual, ao conhecimento de mundo. Não há, pelo menos até o momento, um produto cultural que instrua, instigue e forme uma criança melhor do que um bom e velho livro. Seja ele uma ficção científica, um épico, um livro de poesias ou até acadêmico. Não importa. O hábito de ler desperta em uma criança a criatividade, a imaginação e proporciona viagens que transcendem o mundo físico.

Livros (1)

Por isso, nesse dia 29 de outubro, dia nacional do livro, separamos três posts relacionados ao mundo literário que já foram publicados aqui no blog. Se você não pode ler, chegou a hora!

 – Um livro voltado para o público feminino e com conceitos distópicos bastante interessantes. Esse é o Estilhaça-me, da então estreante Tahereh Mafi. Leia a resenha clicando aqui!

– Um livro obrigatório a todos os fãs de ciência e ficção científica, do mestre Carl Sagan: Pálido Ponto Azul. Leia o texto clicando aqui!

– Um debate! Qual é a sua preferência: Livros impressos ou e-books? Leia clicando aqui!