Uma das profissões que mais cresce no mercado é a de engenheiro ambiental. Obviamente, as empresas estão sendo pressionadas a se adequarem ao padrão aceitável de reutilização de material e uso de energias sustentáveis, e que acaba beneficiando todos os envolvidos direta ou indiretamente (e aos engenheiros, inclusive).

Esse padrão em ‘’se preocupar’’ com o meio ambiente chegou às grandes corporações, muitas vezes, porém, de forma artificial. O mundo da publicidade tem nas mãos a ‘’moda verde’’, que atrai consumidores e outras companhias para as empresas que assumem seu meio de produção sustentável. Existem, também, as empresas realmente preocupadas com o cenário ambiental global, e que não poupam esforços para que o bem estar da população ao redor esteja garantido.

empresas-sustentáveis

Com base nisso, uma empresa de pesquisa em mídia e investimento decidiu ranquear as cem maiores empresas do mundo no quesito sustentabilidade. A Corporate Knights, empresa canadense, usou critérios como uso de recursos naturais, poluição gerada (e o tratamento recebido), posicionamento em seu respectivo mercado, relação com funcionários e outros.

O interessante é ver que o Brasil está com um representante na segunda colocação. A Natura, empresa de cosméticos brasileira, encontra-se no topo da lista, encabeçada pela empresa Belga Umbicore.

Empresas como o grupo Pão de Açúcar e a mineradora Vale também marcam presença na lista das corporações mais sustentáveis.

Leia o artigo aqui. Ele encontra-se em inglês.